Facebook Twitter Youtube Flickr
Rede Corporativa
Santos - São Paulo - Brasil, 27 de maio de 2018.

Vídeos

 
 
22/01/2018
Notícias
A vez do turismo náutico em Rifaina, agora MIT
Localizada a 456 km de SP, no extremo nordeste do Estado, divisa com Minas Gerais, Rifaina recebe entre feriados prolongados, finais de semana normais ou especiais e com os eventos de atração regional mais de 150 mil turistas a cada ano. Com uma população de cinco mil moradores, acreditou na vocação turística em especial pela instalação da Usina Hidrelétrica de Jaguara, construída às margens do Rio Grande que divide os municípios de Sacramento, em Minas Gerais e Rifaina, no estado de São Paulo.
Aos poucos, a cidade começou a explorar sua condição de cidade ribeirinha ao lago formado pela represa da Usina. Foi no início dos anos 2000 que a vocação eclodiu: Rifaina decidiu investir esforços para explorar sua vocação turística, trabalhando nas áreas de saneamento, educação, saúde, segurança e serviços voltados para o segmento.
Uma das primeiras e importantes etapas foi transformar a “prainha” que se formou à beira da represa do Rio Grande, num calçadão que foi construído em duas etapas e hoje tem aproximadamente dois km de extensão na Avenida Calixto Jorge, na Orla da Praia (toda a orla tem mais de quatro km de extensão).
Ao longo dos anos, mais de 400 ranchos ribeirinhos (alguns, verdadeiras mansões, entre os quais vários com mais dois mil metros de área edificada) foram construídos em todo o entorno da represa, fortalecendo a cidade como ponto de referência para o turismo náutico, tal a extensão da represa, que interliga com o município de Pedregulho, onde também há a Usina Hidrelétrica de Furnas “Engenheiro Luiz Carlos Barreto de Carvalho”.
Com isso, o turismo náutico em Rifaina tem um histórico de atração de mais de 1.200 embarcações que acabaram provocando o surgimento de mais um nicho econômico e de geração de emprego e renda: as marinas, onde eles ficam guardados e removidos da garagem para a água e vice-versa, sempre que necessário.
A cidade também fez do esporte, do lazer e do entretenimento, pontos primordiais que atraem uma população flutuante de cerca de mais 4 a 5 mil habitantes aos finais de semana prolongados e datas especiais como Carnaval, Natal e Ano Novo.
Também criou uma Rota de Ciclismo com a adesão de centenas de interessados nesta modalidade. Nos esportes náuticos, o mergulho é uma atração que a cidade oferece e que encanta pessoas vindas de todos os cantos do País. Uma rota preferida é ver a Rifaina antiga, submersa desde a década de 60, quando o lago foi inundado com a inauguração da Represa de Jaguara.
A cidade também promove maratonas esportivas, como triatlon, etapas da Copa Paulista de Ciclismo, Maratona 12 horas de atividades esportivas, envolvendo academias, Maratona de Natação em águas abertas, competição de jet skis, entre outras.
Vale ressaltar que Rifaina conta com o turismo de observação de aves, que começou timidamente há alguns anos e já registra adeptos em grande número, entre os quais, além de ornitólogos, os tradicionais “passarinheiros”.
Outra atração deste MIT é a gastronomia, com o surgimento de mais de uma dezena de bares e restaurantes na região central e na extensão do Calçadão, com destaque para quiosques construídos pela Prefeitura, cujos estabelecimentos oferecem uma culinária diversificada aos clientes, num especial ambiente à beira da represa.  
 
                                                       por Maristela Bignardi
 
 

Atalhos da página

  • Feliz Aniversário


  • Eventos do mês


     
  • Galeria de Fotos

     

Parceiros

AV. ESCOLA POLITÉCNICA,82
JAGUARE - SÃO PAULO, SP - CEP: 05350-000
TEL: (11) 3718-6500 -
SEG À SEX DAS 9H ÀS 18H
Rede Corporativa e-Solution Backsite