Adolfo

Quem vai a Adolfo nunca se esquece. Essa é a sensação geral que se tem da pequena e pacata, mas muito acolhedora cidade do noroeste paulista com 3.554 habitantes, de acordo com estimativas do IBGE/2020. Este destino recebeu em 2019 a classificação como MIT (Município de Interesse Turístico) e está localizado na região de São José do Rio Preto, às margens do rio Tietê distante 468 km da capital. Um monumento ao tucunaré, que alguns chamam de rei do rio, erguido na entrada da cidade de Adolfo já mostra a importância que o turismo de pesca tem ali.


O Centro de Lazer do Trabalhador, que abriga a Praia Municipal de Adolfo, a Prainha, é um dos atrativos naturais mais visitados da região, às margens do Ribeirão da Fartura, cujo destaque para quem chega são os ranchos existentes nos loteamentos e um pôr do sol que proporciona aos fotógrafos um deleite visual na chamada hora mágica. De carro, o visitante percorre por 4,5km a estrada vicinal  ngelo Soldeira e segue no sentido noroeste a partir do centro. A Prainha conta com uma infraestrutura composta por 52 quiosques, área de camping, chalés, sendo um com acessibilidade, banheiros, restaurantes, pista para caminhada e até campo de futebol. Além das áreas para aluguel de chalés, Adolfo também possui locais próprios para os adeptos do camping (com capacidade para 200 barracas), além de opções de hospedagem em pousadas e hotéis.
 
O monumento, na entrada da cidade, destaca a escultura do Tucunaré, considerado o rei do rio e cobiçado por pescadores

 
Não só a Prainha teve projeto de revitalização desenvolvido pelos técnicos municipais, como todo o Centro de Lazer do Trabalhador. Se a ideia é receber melhor o visitante, também houve projetos desenhados para obras no ponto central da cidade, a Praça São José, onde se encontra a igreja matriz. Além das imagens sacras, outro destaque é para a torre dos sinos, composta por três peças em ferro fundido No interior do templo religioso o visitante encontra destacados exemplares de vitrais coloridos que ornamentam a nave.


O turista pode visitar a cidade o ano todo. Há a Festa dos Santos, o Juninão, além dos tradicionais festejos de São Cristóvão (que recebe cerca de oito mil pessoas), do Peão de Boiadeiro (trazendo 15 mil pessoas), o Encontro Anual de Veleiros, a Festa de São José, a Expo Show, o Quarter Horse, que projetam o município no cenário turístico, além do Campeonato de Pesca Amadora que envolve tucunaré, corvina e tilápia. Vence quem capturar o maior peixe de cada modalidade.  Graças à exuberância que privilegia o seu entorno, Adolfo recebe visitantes especialmente nos fins de semana e nos feriados prolongados.

O Centro de Lazer do Trabalhador, que abriga a Prainha de Adolfo, é um dos atrativos naturais mais visitados da região
 
Conta a história que em 30 de novembro de 1944 foi criado o Distrito de Adolfo, destacado do município de Rio Preto que depois passou a ser chamado de São José do Rio Preto, com o objetivo da criação de um novo município de nome Nova Aliança. Em divisão territorial de 1º de julho de 1950, o distrito de Adolfo faz parte do município de Nova Aliança. E em 18 de fevereiro de 1959 foi criado o município com a denominação de Adolfo e Adolfo Moreira Filho foi seu primeiro prefeito eleito em outubro de 1959.


Como chegar

Para ir até Adolfo, saindo de São Paulo, é preciso acessar a SP-348 (Rodovia dos Bandeirantes) até a saída 168, a SP-310 (Rodovia Washington Luiz) até a saída 287, a SP-331 (Rodovia Victor Maida), a SP-304 (várias denominações) até a saída do km 467,5 e a SP-355 (Rodovia Mauricio Goulart).



 
Mais informações: www.adolfo.sp.gov.br