Águas de São Pedro

Na década de 1920, quando técnicos procuravam petróleo na cidade de São Pedro, na região central paulista, encontraram água, na realidade, três fontes de água. Pouco mais tarde, nos anos 1930, cientistas do IPT detectaram a presença de águas com enxofre na composição química. Esse é o início de uma das mais procuradas cidades de São Paulo, a miúda Águas de São Pedro, um destino turístico todo planejado para o descanso, o lazer e a saúde, localizado a 187 km da Capital. Desde 1940, é considerada estância turística, tem pouco mais de 3,5 mil habitantes (pelo IBGE de 2020), é a segunda menor cidade do País e a menor do Estado de São Paulo (sua área tem 3,61 km²), pertencendo à Região Turística Serra do Itaqueri.

Turismo é a essência da aconchegante Águas de São Pedro e suas águas, o principal trunfo. Anualmente, mais de 750 mil turistas, vindos do Brasil e de todo o mundo, visitam o município à procura das suas três fontes sulfurosas (Gioconda, Juventude e Almeida Salles) para o tratamento das mais variadas doenças, aproveitando também para passear em seus parques e praças. Para o visitante ter uma ideia, as águas sulfurosas têm como característica o pH elevado e uma alta concentração de enxofre e sais minerais. São grandes os benefícios dos banhos nesse tipo de água para o alívio das dores físicas, por possuírem cheiro forte e não muito agradável, porém o ritual de banhar-se nelas tornou-se tradição para efeito terapêutico e fonte de bem-estar.
 
No centro de Águas de São Pedro, a Avenida Carlos Mauro possui lojas, restaurantes e um canteiro central arborizado
 

Caminhando pela cidade, o turista irá descobrir o Parque Dr. Octávio de Moura Andrade, uma das principais áreas verdes água-pedrenses e que possui 16 trilhas em uma extensão de 6.500 metros. Nele, podem ser encontradas diversas espécies da flora e da fauna, incluindo pássaros ameaçados de extinção como o simpático Soldadinho (Antilophia galeata), também conhecido como tangará-de-crista-vermelha. O Caminho do Sol, rota idealizada por José Palma em 2002, tendo como inspiração o Caminho de Santiago de Compostela, na Galícia, Espanha, tem percurso que termina na Casa de Santiago, localizada no Mini Horto Municipal. Muitos romeiros, a pé ou de bicicleta, vão à cidade todos os anos como forma de peregrinação religiosa.
Um importante atrativo da cidade é o Grande Hotel São Pedro, com imponente arquitetura art déco, rodeado por bosques e jardins projetados no melhor estilo da década de 1940, oferecendo infraestrutura para quem vai a lazer ou trabalho. Nele, situa-se o Hotel Escola do Centro Universitário Senac, um dos maiores e mais tradicionais do setor de turismo, hotelaria e gastronomia de toda a América Latina. Diante do Grande Hotel, está o Balneário Municipal, o SPA Thermal, onde o turista encontra as três fontes de água medicinal, sendo uma delas considerada a primeira das Américas e a segunda do mundo em teor de enxofre. Ali, os banhos são climatizados em cabines individuais, são feitas massagens e há torneiras para provar e beber as três águas.

Curiosidades

Em 25 de julho de 1934, Octávio Moura de Andrade fundou a estância, dando-lhe o nome de Caldas de São Pedro. A data é também a do apóstolo São Tiago (Santiago), padroeiro do Caminho do Sol.

Águas de São Pedro é banhada pelo Rio Araquá, seus afluentes (rios Tucum, Água Morta e Espraiado) e os lagos Limoeiro e das Palmeiras. A região é localizada na bacia hidrográfica do Rio Piracicaba.

A água sulfurosa da Fonte da Juventude é perfeita para tratamento de reumatismo, diabetes, alergia, asma, colites, moléstias da pele, intoxicação e inflamação.

As águas da Fonte Gioconda podem ser ingeridas e ajudam a preparar o organismo para as refeições e são recomendadas para tratamento de fígado, vesícula biliar e intestinos.

A água alcalino-ferrosa da Fonte Almeida Salles é indicada para azia, diabetes, cálculo renal e também pode ser ingerida.

 

A Praça Dr. Octávio Moura Andrade, reformada em 2000, tem paisagismo com fontes luminosas e árvores ornamentais

Não deixe de ver

...a Rua do Comércio, no charmoso centro de Águas de São Pedro, que é o principal ponto de vendas e setor de compras para os turistas.
...a Torre de Petróleo Engenheiro Ângelo Balloni, com sonda remanescente dos anos 1920, quando se explorava petróleo na região, é um marco histórico da cidade.
...o Minipantanal, localizado na área de manguezal, às margens do rio Araquá. Na lagoa, há jacarés, capivaras e aves aquáticas. Do belvedere (pequeno mirante), podem ser avistados patos do mato, marrecos e gansos.
...a Represa do Limoeiro, construída em 1940, tem a melhor potabilidade para abastecer a estância. Já a Represa das Palmeiras, de 1976, proporciona momentos de lazer, paz e tranquilidade aos visitantes.
...a Feira Mística, que ocorre em abril e é decorada com tendas, tocheiros, tecidos coloridos, bonecos temáticos e painéis, envolvendo visitantes e moradores num clima de misticismo. Há leitura de oráculos, numerologia, aromaterapia, aplicação de Reiki e Johrei, além de feira de artesanato místico, shows e apresentações de danças.

Como chegar

Águas de São Pedro é servida apenas pela SP-304 (a rodovia Geraldo de Barros), que conecta com as cidades de São Pedro (oito quilômetros a noroeste) e Piracicaba (29 km a sudeste). A estação rodoviária foi reformada e reinaugurada em 2008 e está adequada para receber passageiros de ônibus intermunicipais.

Para saber mais, clique em https://www.aguasdesaopedro.sp.gov.br/