Aparecida

Quando o assunto é turismo religioso e devoção de fé, o destino mais lembrado por todos no Brasil é da estância turística de Aparecida, que leva este nome por causa da Nossa Senhora Conceição Aparecida, padroeira do Brasil. Segundo o IBGE/2020, a população estimada é de 36.185 pessoas e este destino recebe mais de 15 milhões de visitantes por ano, em especial em 12 de outubro, feriado nacional. Este dia foi escolhido, pois a data já abrigava outros fatos importantes, como a chegada de Cristóvão Colombo às Américas, em 12 de outubro de 1492, e no ano de 1822, no mesmo dia, após a independência do Brasil, a nação ganhou seu primeiro imperador, Dom Pedro I.

Situada na Região Metropolitana do Vale do Paraíba como o principal local do Circuito de Fé, Aparecida tem sua localização privilegiada no interior de São Paulo, a 169 km de distância da Capital, cortada pela Via Dutra, importante rodovia brasileira, e está entre São Paulo e Rio de Janeiro. A “Capital Mariana da Fé” é o maior ponto turístico religioso do Brasil e um dos principais da América Latina.

O grande atrativo do município é o Santuário Nacional, sendo o maior santuário mariano do mundo, segunda maior basílica e um dos cinco mais visitados. Aqui nesta estância, foi construído em 1955 para abrigar a imagem de Nossa Senhora Aparecida.Vale lembrar que quando os visitantes vão em direção ao estacionamento, encontram o Presépio que abriga esculturas que reproduzem importantes fatos histórico-religiosos do nascimento de Jesus Cristo e outras representações, como o encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida nas águas.




Com 392,2 m de comprimento, a Passarela da Fé é o caminho entre a Basílica Velha e o Santuário Nacional

Próximo ao Santuário, está localizada a Passarela da Fé, grande atrativo com 392,2 metros de comprimento e 35 de altura, que segue para a parte alta da cidade e seu formato em S é uma homenagem à padroeira. Vale dizer que muitos devotos pagam suas promessas atravessando a Passarela de joelhos. Ainda próximo ao Santuário, tem o Teleférico que também liga a parte alta da cidade onde está a Basílica Velha, marco histórico da cidade, construída em 1745, em um estilo barroco. Foi o primeiro local a abrigar a imagem da Nossa Senhora e é um dos lugares mais visitados pela sua importância e história. Seu tombamento oficial pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Turístico do Estado de São Paulo (Condephaat) aconteceu em 18 de abril de 1982.


Mas as atrações de Aparecida não param por aí: o Morro do Cruzeiro é um ponto de peregrinação com esculturas que representam as estações da via sacra; o Memorial Redentorista abriga um museu, a Capela Memorial Redentorista e a Capela em homenagem ao Padre Vítor, conhecido como Apóstolo do Rádio e está em processo de beatificação; o Mirante da Santa, localizado no alto do morro da Rua Antônio Bittencourt da Costa, com seus 17,6 metros de altura é considerado o maior monumento dedicado à Aparecida no mundo; no Porto Itaguaçu o visitante pode andar de barco pelo Rio Paraíba do Sul, local onde foi encontrada a imagem; já no caminho do Porto, encontra-se o Mirante das Pedras, com a imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida de 1,8 m e a bela vista da várzea onde corre o Rio Paraíba e a Serra da Mantiqueira. Antes de ir embora, o turista não pode deixar de comprar as lembrancinhas de Aparecida na Feira Livre. Gosto para todos.


A história da cidade está ligada com a fé e tudo começou quando o Conde de Assumar estava de passagem pela Vila de Guaratinguetá a caminho de Vila Rica, onde está o atual município de Ouro Preto, para assumir o cargo de Governador da Capitania das Minas Gerais. O povo decidiu fazer um jantar para o Conde, três pescadores foram para o Rio Paraíba do Sul pescar para providenciar o jantar, quando estavam quase desistindo, já que não tinham conseguido nenhum peixe, encontraram a imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida e, logo após a descoberta da imagem, conseguiram tantos peixes que o barco quase afundou. Este acontecimento é considerado a primeira intercessão de Aparecida.



O Morro do Presépio, inaugurado em 2006, fica nos pátios do Santuário Nacional, com mais de 70 esculturas
 

A imagem da padroeira ficou na casa de um dos pescadores até 1745, quando foi construída a capela no Morro dos Coqueiros. Os milagres atribuídos à Santa foram constantes que originaram a criação de uma freguesia de Guaratinguetá, batizada de Aparecida. A peregrinação dos fiéis aumentou bastante e, em 1888, foi construída a Basílica Velha ou Matriz Basílica e alguns anos depois, em 1928, ganhou sua emancipação e o Santuário Nacional em 1955. Desde 1980, quando o Papa João Paulo II consagrou a Basílica, 12 de outubro é comemorado o dia da padroeira do Brasil.

Como chegar em Aparecida, saindo de São Paulo: é preciso acessar a BR-116 (Rodovia Presidente Dutra) até a saída 71.



Mais informações: www.aparecida.sp.gov.br