Estiva Gerbi

Em abril de 2018, a jovem Estiva Gerbi tornava-se um Município de Interesse Turístico (MIT). Com 11.407 habitantes, de acordo com o IBGE de 2020, e distante 167 km de São Paulo, esse destino é uma das cidades da Região Turística Trilhos e Trilhas da Baixa Mogiana graças à sua história ligada às estradas de ferro. Conhecida tanto por seu ecumênico Turismo Religioso quanto por uma Feira Noturna regional que acontece às quartas-feiras em sua praça matriz, quando chega a receber sete mil visitantes, Estiva Gerbi também possui enorme potencial para investir em Turismo Rural e de Pesca.


A famosa Feira Noturna Gastronômica já bastante conhecida regionalmente, conta com 150 barracas, traz grande variedade gastronômica onde o turista vai encontrar frutas, verduras, bebidas (chope e cerveja artesanal de produtores estivenses), comidas típicas regionais como a paella espanhola, baião de dois, feijão tropeiro, churros, tapiocas, pasteis, o macarrão na frigideira, os espetinhos de carne, pães e doces caseiros, porções de peixes e produtos variados como brinquedos, vestuário e calçados. Para completar, às quartas-feiras, sempre das 18h às 23h, há atrações que se apresentam no palco da praça central, que vão de grupos musicais, peças teatrais a projeções de cinema.
 
 

O Turismo Religioso é forte com o Santuário de N.Sra. da Rosa Mística, um dos pontos de partida do Caminho da Fé

 
O visitante que chega à pequena Estiva Gerbi, situada a uma altitude de 610 m acima do nível do mar, depara-se com longas avenidas que guardam as histórias que separam a Estiva Velha do novo centro urbano. Em relação aos eventos religiosos, o Santuário da Nossa Senhora Rosa Mística, bem na entrada do município, atrai levas de católicos todos os meses para celebrações e missas, com muitos ônibus trazendo os fiéis, sendo a cidade um dos pontos de partida do Caminho da Fé. Há missas de cura e libertação no primeiro sábado de cada mês. Bom ressaltar eu a terceira frente do turismo de Estiva Gerbi está ligada aos três pesqueiros que funcionam na cidade (o do Italiano, o Dois Irmãos e o Pica-Pau).


Curiosidades

• Em Estiva Gerbi, há o predomínio da terra roxa e argila, que é a principal matéria-prima das cerâmicas da cidade, bem como de toda a região.
• Grupos humanos ceramistas às margens do rio Moji Guaçu atestam na região a presença da tradição tupi-guarani há pelo menos 1.500 anos.
• O clima na região de Estiva Gerbi é o tropical de altitude, com inverno seco e pouca chuva, com verão quente às noites e muita umidade.
• O prédio da antiga Estação de Estiva foi reformado em fins do século XX, passando a ser utilizado como base para a Polícia municipal.
.         O município realiza ao longo do ano, diversos eventos e competições de mountain bike como, por exemplo, a famosa Volta do Mato Seco que atrai milhares de ciclistas de todo o Brasil.

 
 

A Feira Noturna Gastronômica, já bastante conhecida regionalmente, conta com 150 barracas e bem procurada pelos turistas
 
Conta a história que o nome da cidade vem da junção do termo Estiva com o sobrenome da família Gerbi. Em 1850, já havia fazendeiros na região do Rio Moji Guaçu, no povoado de São José, pertencente a Mogi Guaçu. Com as ferrovias do café, em 1878, os trilhos alcançavam o Rio Oriçanga e os trabalhadores tiveram que superar uma área muito alagada, sendo obrigados a estivar (daí o nome Estiva), entrando na lama com galhos, capim e folhas para marcar locais de aterro e dar percurso à estrada de ferro.  Em 1887, já havia a Estação de Estiva com seus horários de trem. Após a construção da estação, chegou o industrial Lourenço Gerbi, transformando o local no próspero Bairro do Estiva. Em 1992, a cidade foi batizada homenageando os Gerbi e os construtores da ferrovia.


Como chegar

Para ir até Estiva Gerbi, saindo de São Paulo, é preciso acessar a SP-348 (Rodovia dos Bandeirantes) até a saída 47, a SP-330 (Rodovia Anhanguera) até a saída 86, a SP-083 (Rodovia José Roberto Magalhães Teixeira), a SP-065 (Rodovia Dom Pedro I) até a saída 133, a SP-340 (diversas denominações) até a saída do km 178-A e a SPA-178/340 (Rodovia José Lanzi).




 
Mais informações: www.estivagerbi.sp.gov.br