Ibirá

A cidade de Ibirá, localizada na região de São José do Rio Preto, fica a 421 km da Capital e é uma das estâncias mais antigas do Estado de São Paulo. Obteve este título em dezembro de 1942 e hoje é muito destacada e visitada graças às suas fontes de águas medicinais e ao seu balneário. Mas nem sempre foi assim. Com o fim dos jogos de azar no país em 1946, Ibirá que se orgulhava do Grande Hotel que durante anos abrigou um dos principais cassinos do interior paulista, como outras cidades brasileiras, teve uma queda no número de visitantes. 

Após algumas décadas, os turistas voltaram. Com trabalho e ações este município, com uma população estimada (pelo IBGE de 2020) de 12.518 pessoas, possui um bom comércio, algumas boas sorveterias, praças bastante arborizadas e uma vida pacata do interior, sem violência, trânsito ou poluição. Mas a parte realmente turística está no bairro que abriga as termas da cidade. A qualidade das águas está associada à presença de vanádio, um mineral raro, em sua composição. Segundo estudos da agência norte-americana Water Quality Criteria, esse elemento atua como moderador das oxidações orgânicas, ou seja, regenera mais rapidamente as células, prevenindo o envelhecimento e auxiliando no controle das doenças metabólicas. Ideal para tratamentos de pele, rins e circulação, além de equilibrar a pressão e servir como um diurético natural.

 

A Praça Nove de Julho de Ibirá fica ao lado da Igreja Matriz e traz uma série de atrativos para moradores e turistas
 

Vale ressaltar que a descoberta do vanádio é atribuída ao sueco Nils Gabriel Sefström, em 1830. Ao descobrir o elemento em um óxido que encontrou em uma mina de ferro, deu-lhe o nome de vanádio em referência à deusa da beleza na mitologia escandinava, Vanadis, devido à sua coloração cinzenta brilhante. O Balneário Evaristo Mendes Seixas fica dentro das Termas de Ibirá, distante cinco quilômetros da cidade. Trata-se de um parque de águas composto de uma imensa área verde, com uma infraestrutura que atende muito bem aos visitantes. Possui cinco fontes, duas piscinas, saunas, duchas, banhos de imersão e massagens. Segundo especialistas, esta água possui poder cicatrizante, antioxidante, antialérgico e relaxante.

Nas Termas de Ibirá, além das águas minerais vanádicas, existem as alcalinas e bicarbonatadas, entre outras qualidades, distribuídas pelas fontes Ademar de Barros, Carlos Gomes, Jorrante, Sara-Cura e Seixas. Uma fonte-mestra disponibiliza água mineral medicinal da fonte Ademar de Barros ao sistema de banhos, com capacidade para oferecer até 500 banhos por dia. A cura, através das águas vanádicas, começaram com os índios, por volta de 1770, que curavam suas doenças banhando-se nelas. Os efeitos curadores permanecem e tais curas têm comprovação.


 

O Parque Balneário de Ibirá oferece belas paisagens aos turistas, tem cinco fontes de água mineral e muitas atrações

Ao lado do atrativo das termas, esta estância oferece a Casa da Cultura, localizada no centro da cidade, que oferece estudo, pesquisa, lazer e promove exposições de artesanato. Pela grande procura de visitantes, há uma boa hotelaria e gastronomia combinadas com a tranquilidade de uma cidade do interior paulista. As festividades também tomam conta deste município durante o ano todo: Festa de São Sebastião, Padroeiro da cidade, em janeiro; Carnaval; Festa de São Benedito, em maio; Festa das Nações, no feriado de Corpus Christi; Festival de Teatro, nos meses de junho e julho; Jornada Esportiva, entre os meses de julho e agosto; Quermesse em louvor à Nossa Senhora Aparecida, em outubro; Festa do Peão de Boiadeiro e aniversário do município, em 12 de dezembro.

Curiosidades

• Ibirá é a única cidade no país que detém em seu solo o componente vanádio, somente encontrado na Estância de Vichy, na França.
• A cidade tem suas origens nas terras doadas por D. Pedro II, o Imperador, para Antônio Bernardino de Seixas e seus filhos João e José Bernardino de Seixas, que por volta de 1878-1880, acamparam à beira do Córrego das Bicas, onde localiza-se hoje o Distrito de Termas de Ibirá.
• A estância teve como primeira denominação, Freguesia da Cachoeira, posteriormente Freguesia de Ibirá.

• Em 12 de dezembro de 1921, elevou-se à categoria de município, sendo solenemente instalado em 22 de março de 1922.

Como chegar

Para ir até Ibirá, saindo de São Paulo, é preciso acessar a SP-348 (Rodovia dos Bandeirantes) até a saída 168, depois a SP-310 (Rodovia Washington Luiz) até a saída 402 e a SPA-402/310 (Rodovia  ngelo Motta).

 
Mais informações: www.ibira.sp.gov.br