Ilhabela

Com uma população estimada, pelo IBGE/2020, de 35.591 pessoas, Ilhabela é um dos únicos municípios–arquipélagos marinhos brasileiros e está localizado no litoral norte do estado de São Paulo, microrregião de São Sebastião.  Distante 207 km da Capital, o turismo é a base da economia desta cidade que tem a seu favor paisagens de praias com Mata Atlântica preservada, cachoeiras e trilhas, além de cultura, histórias e tradições caiçaras. Destaque para atividades como Observação de Pássaros que encantam turistas de todo o mundo.

Trata-se de uma estância turística, desde 1948, privilegiada pela natureza formada pela sede e pelos distritos de Cambaquara e Paranabi. São mais de 40 praias ao redor da ilha principal, além de outras ilhotas que fazem parte do arquipélago. Além disso, com 83% de Mata Atlântica preservada, o Parque Estadual de Ilhabela tem atrações de ecoturismo para todos os perfis, de famílias com crianças aos mais aventureiros. Dispõe de 22 cachoeiras e piscinas naturais, trilhas pela mata que levam a praias quase desertas ou quedas d’água, e uma rica flora e fauna para se apreciar.



Para se chegar à exuberante Praia do Julião, com areias claras e finas, percorre-se uma trilha de 300 metros

 
Vale dizer que sua história, rica em lendas de piratas e corsários, remete aos engenhos de pinga que existiam no município até o final do século XIX. Hoje, roteiro turístico consolidado, Ilhabela é reconhecida internacionalmente pelos seus eventos náuticos, como a Semana Internacional de Vela de Ilhabela, maior evento do setor da América Latina, sempre no mês de julho. Importante destacar que a cidade conta com uma variada rede hoteleira para todos os gostos e bolsos, além de uma farta gastronomia, movimentada e musical vida noturna, aliada a um clima tropical, o que a torna um destino para o ano todo.

Banhada pelo oceano Atlântico, conta com aspecto geral de um conjunto serrano – formado pelo Maciço de São Sebastião e Maciço da Serraria, além da acidentada Península do Boi, a Ilha de São Sebastião se destaca como um dos acidentes geográficos mais elevados e salientes do litoral paulista, tendo como pontos culminantes o Pico de São Sebastião, com 1379 metros de altitude; o Morro do Papagaio, com 1307 metros; e o Morro da Serraria, com 1285 metros. Em tempo: Ilhabela está situada um pouco ao sul do Trópico de Capricórnio, que passa sobre a cidade vizinha de Ubatuba.




Além do capricho da natureza, com suas belíssimas paisagens, há histórias ricas em lendas de piratas e corsários

Próximo às praias, o charmoso centro histórico de Ilhabela é marcado por casarios coloniais com ar de cidade do interior. Conhecida como Vila, a região é repleta de pousadas, lojinhas, com muitas opções de gastronomia, incluindo cafés, sorveterias, bares e restaurantes que atraem muita gente especialmente, ao final do dia. O pôr do sol nas muretas da Vila é disputado pelos turistas, assim como caminhar pela orla e pela Rua do Meio ao final da tarde.  Na região, está o portal de Ilhabela, que recebe passageiros de cruzeiros que chegam pelo mar. Um belo cartão de boas-vindas. Vale também fazer uma visita à Igreja Nossa Senhora D´Ajuda e Bom Sucesso e ao prédio da antiga Cadeia e Fórum, que marcam o centro histórico da Vila. À noite, a região é bem animada e o local é ponto da realização de shows, ideal para quem gosta de agito.

Bom saber que a culinária é levada tão a sério por lá que um dos principais eventos do arquipélago é o Festival do Camarão, que acontece no mês de agosto e atrai milhares de turistas. A culinária caiçara, característica dos moradores litorâneos descendentes dos índios originais de parte do litoral sul e sudeste do Brasil, tem destaque em Ilhabela. Ainda que os frutos do mar e peixes preparados à moda caiçara se sobressaiam, os cardápios encontrados em Ilhabela são bastante diversificados para inúmeros paladares.

Curiosidades

• Ilhabela foi identificada em 1502 por Américo Vespúcio, que lhe deu o nome do santo do dia, São Sebastião. Vespúcio escreveu mais tarde que, se realmente existisse um paraíso na Terra, este certamente estaria muito próximo a esta região, hoje denominada Litoral Norte de São Paulo.
• Em 1805, a ilha foi elevada à condição de município pelo capitão-general Antônio José da Franca e Horta, quando recebeu o nome de Vila Bela da Princesa, em homenagem à filha mais velha do rei de Portugal.
• Importante: nesta estância turística, os borrachudos são onipresentes e encontram em Ilhabela o ambiente perfeito para proliferação, especialmente nos meses com temperaturas entre 26ºC e 28ºC. Os ataques são mais intensos no início da manhã e final da tarde.  O primeiro passo ao viajar para Ilhabela é levar um bom repelente.

Como chegar

Para chegar até Ilhabela, saindo da Capital, é preciso acessar a SP-070 (Ayrton Senna e Carvalho Pinto) até a saída 96, SP-099 (Rodovia dos Tamoios), a BR-101 (Rodovia  Rio-Santos), travessia de Balsa em São Sebastião e a SP-13.



Mais informações: www.ilhabela.sp.gov.br