Itapuí

Às margens do rio Tietê, a 321 km de São Paulo, está a acolhedora Itapuí, um Município de Interesse Turístico (MIT) desde dezembro de 2017, e que faz parte da Região Turística Caminhos do Tietê, juntamente com mais nove cidades. O visitante que chegar ali encontrará a natureza em estado bruto, muita água e uma beleza com enorme potencial para atrair pessoas para fins de semana com a família ou em grupos. Não é à toa que Itapuí (que em tupi-guarani significa “água do barulho da pedra”) é chamada de “Cidade Mar Azul”, pois o rio Tietê, que a banha, faz encher os olhos numa imensidão de céu e água, a perder de vista.


Graças a um represa criada no rio Tietê nos anos 1960, deu-se início à Prainha de Itapuí, que se tornou um dos mais tradicionais pontos turísticos da região e o maior patrimônio natural da cidade. Desde os anos 1980, o local tem sido foi utilizado para a prática de esportes, pesca amadora, piquenique, banhos de rio, conta com parque de diversões para as crianças e 25 quiosques que oferecem comida e bebida. A paisagem junto ao pôr do sol chama muito a atenção de turistas e moradores, sendo uma opção para quem não quiser se deslocar até o litoral. Suas lanchonetes funcionam à noite de segunda a sexta e o dia todo nos finais de semana. A Prainha tem sinalização e possui 250 metros de píer para barcos e pescaria. Há uma ciclovia que liga o local ao centro da cidade.
 
 

A Prainha é um belo patrimônio natural para prática de esportes, pescaria, piquenique, banho de rio e lazer em geral 

 
Este destino tem, 14.147 habitantes segundo estimativas do IBGE de 2020,  e o seu início se deu a partir de 1889, quando era um povoado chamado Bica de Pedra. A localidade se formou em torno de uma fazenda de mesmo nome e de uma capela sob a invocação de Santo Antônio de Pádua. Emancipou-se de Jaú somente em 1913, quando se tornou município. Itapuí cresceu em razão de abrigar um polo moveleiro e seu parque industrial também é formado por empresas de engenharia de precisão, do atacado de papelaria e da avicultura, daí a cidade ser também conhecida como a “Capital Nacional do Frango”. Hoje, o turismo faz parte da economia de Itapuí e caminha a passos largos.


Itapuí recebe perto de 10,8 mil visitantes por ano na baixa temporada e cerca de 30 mil pessoas na alta com importante atrativo, a balsa que liga Itapuí com Boracéia, e atravessa o Tietê com entrada gratuita. Os turistas que chegam a Itapuí encontram hotelaria, bem como restaurantes e lanchonetes. Em termos de eventos, Itapuí conta, entre outros, com campeonatos náuticos, de vôlei, skate, festividades como a Quermesse de Santo Antonio e a Festa do Frango. Tudo isso sem contar com o belo jardim com plantas ornamentais da Praça da Matriz de Santo Antônio, Padroeiro da cidade, um de seus cartões postais. Vale destacar que a caminho do município de Jaú está a Marambaia, uma área de preservação ambiental da bacia Tietê-Jacaré, com 204 espécies de aves para observação, algumas delas migratórias e é um santuário considerado um minipantanal.

 
A Praça da Matriz de Santo Antônio, com flores ornamentais, Fonte Luminosa e Coreto, é cercada pelo comércio
 

Como chegar

Para  ir até Itapuí, saindo de São Paulo, é preciso acessar a SP-280 (Rodovia Castello Branco) até saída 210, depois a SP-209 (Rodovia João Hipólito Martins), em seguida a SP-300 (Rodovia Marechal Rondon) até saída 274-A, a SP-255 (diversas denominações) até saída 296, em seguida a SP-225 (Rodovia Comte João Ribeiro de Barros) até saída 195 e, finalmente a  SPA-195/225 (Via de Acesso Pref Alberto Massoni).



 
Para saber mais, clique em www.itapui.sp.gov.br