Ja˙

Com 151.881  habitantes, segundo estimativas do IBGE/2020, o município de Jaú possui uma boa estrutura de turismo, com destaque para os negócios com a indústria de calçados, e para a saúde, uma vez que é referência no tratamento oncológico. Localizado bem no centro do Estado, a 296 km da Capital, a cidade integra a Região Turística Caminhos do Tietê, que abrange 12 municípios banhados pelo rio Tietê, proporcionando passeios e a prática de esportes náuticos.
 

Conhecida como a capital do Calçado Feminino, Jaú é um grande centro para compra de sapatos no Estado de São Paulo. O destino conta com dois shoppings apenas de calçados, vindos direto da fábrica, com mais de 200 lojas a preços acessíveis para o consumidor comprar a varejo ou mesmo a atacado e  recebe mais de 50 mil turistas por ano. Outro setor em destaque é o da saúde que abriga um dos maiores e mais modernos centros de oncologia, chegando a receber, diariamente, mais de 5.000 pessoas que buscam diversas modalidades clínicas, bem como profissionais de excelência. É considerada referência nacional em Instituição de Ensino e Pesquisa na prevenção e tratamento oncológico.


Jaú tem o início de sua história em um ribeirão da cidade. Bandeirantes que navegavam pelo Rio Tietê resolveram parar na foz de um ribeirão para pescar. Lá fisgaram um grande peixe, conhecido por Jaú. Assim, o local passou a ser conhecido como "Barra do Ribeirão do Jaú" e, posteriormente, com a elevação do local à cidade, passou a se chamar Jaú. Como toda cidade histórica, Jaú possui um centro histórico repleto de casarões do final do século 19 e início do 20 graças à ascensão econômica através da cultura cafeeira. São 440 casarões de alto padrão de vida que são preservados por lei no município, tornando a cidade um centro de referência de cultura e história da época mais produtiva do café.

 
 
O Museu Municipal abriga um rico acervo relacionado tanto ao município como à região
 

O Turismo Religioso faz parte da vida desta cidade que, desde outubro de 2017 tornou-se MIT – Município de Interesse Turístico. O visitante pode fazer o passeio de Frei Galvão para visitar o local em que o santo fez o milagre da bilocação. Santo Antônio de Sant'Ana Galvão é o primeiro santo brasileiro e já esteve em Jaú, às margens do Rio Tietê, onde realizou o milagre da bilocação – estar em dois locais ao mesmo tempo. Também bem visitada é a Igreja Matriz Nossa Senhora do Patrocínio, com arquitetura eclética e predominância neogótica. Há a promoção de passeio de, aproximadamente duas horas, no qual é contada a história de Jaú através da Igreja e suas peculiaridades. São mostrados os aspectos da construção, como ladrilho hidráulico, sinos, arquitetura e vitrais.


Bom ressaltar que Jaú também dispõe do Museu Municipal criado em agosto de 1975, que abriga um acervo riquíssimo relacionado tanto ao município como à região. Trata-se de um museu eclético com objetos relacionados à cidade, possuindo exposições de longa duração, curta duração e uma área destinada a exposições itinerantes. Em um anexo encontra-se o Arquivo Histórico que além de conter documentos importantes para a história da cidade, possui também um auditório, com a finalidade de mostrar filmes antigos (gravados na cidade de Jaú em 1953), devido às comemorações do centenário e do aviador jauense João Ribeiro de Barros em 1927. Destaque também para a Reserva Ecológica Amadeu Botelho, uma área de 143 hectares que hoje oferece trilhas para educação ambiental, estudo de fauna e flora, pesquisas e ecoturismo.


 
 
O centro histórico é repleto de casarões do final do séc.19 e início do 20 graças à ascensão da cultura cafeeira
 

Como chegar

Para ir até Jaú, saindo de São Paulo, é preciso acessar a SP-280 (Rodovia Castello Branco) até a saída 210, depois a SP-209 (Rodovia João Hipólito Martins), em seguida a SP-300 (Rodovia Marechal Rondon) até a saída 274-A e a SP-255 (diversas denominações) até a saída 296.


 
Mais informações: www.jau.sp.gov.br