Mira Estrela

Em 1999, a ONU catalogou Mira Estrela, no noroeste paulista, como uma das melhores cidades do Brasil para se viver. Localizada a 590 km de São Paulo, ela figura entre os 14 municípios da Região Turística Maravilhas do rio Grande, é banhada pelas águas desse rio, tem clima temperado e sua qualidade de vida é considerada alta. Para se chegar até lá, o turista pode pegar a SP-527, também chamada de Rodovia Cândido Brasil Estrela – que por sinal, foi o homem que fundou a cidade e de onde vem parte do seu nome (a outra parte vem de Mirassol, terra natal do pioneiro, daí, por analogia, Mira Estrela). A cidade obteve em 2017 o selo de município de interesse turístico (MIT), possui atrativos que a fazem ser conhecida por toda a região, tornando-a um destino dos mais visitados por turistas de várias procedências.


Mira Estrela, com 3.106 habitantes (pelo IBGE de 2020), tem praia de rio, como é o caso da famosa Prainha Municipal. Esse equipamento fica a 11 km do centro urbano, é um verdadeiro refúgio com 7,2 hectares, possui chalés, churrasqueiras, quiosques, sanitários, lanchonetes e restaurante. A Prainha é totalmente arborizada, possui área para camping, lago para banho e dispõe de área verde, playground com brinquedos para as crianças e campos de futebol, voleibol e futevôlei. Chega a ser visitada por 2,1 mil pessoas aos finais de semana, atingindo cerca de 8,4 mil turistas nos feriados prolongados. Nas férias escolares, a Prainha atrai 3,6 mil visitantes por semana e podem alugar chalés e desfrutar das suas áreas de lazer. E de um generoso pôr do sol.
 
 

Totalmente arborizada, a famosa Prainha Municipal é um verdadeiro refúgio de 7,2 hectares com generoso pôr do sol
 
Para os pescadores, o rio Grande, que banha Mira Estrela, é rico em peixes como o dourado, o surubim, o lambari e o tucunaré. Há, inclusive, no interior paulista, o Circuito Tucuna Free e a cidade faz parte dessa que é uma das maiores competições desta modalidade esportiva no Brasil, exclusivamente voltada à pesca ao tucunaré, no estilo pesque-e-solte. A região de Mira Estrela tem estradas 100% pavimentadas, o que facilita o acesso do turista aos vários atrativos locais. Por exemplo, pode-se ir à Trilha Ecológica, conhecida como “Mata dos Macacos”, onde se pratica o ecoturismo, promove-se a educação ambiental e há macacos se mostrando aos visitantes. O acesso à Trilha se dá pela estrada vicinal Cláudio Ribeiro, com entrada gratuita.


Em dezembro, Mira Estrela promove o Festival de Violeiros, com premiações para os competidores e em março também acontece o Passeio Ciclístico, que atrai centenas de atletas locais e de outros estados. A Praça Cândido Brasil Estrela é o principal ponto de encontro, com bares e restaurantes, onde acontece a vida noturna. Mira Estrela mostra, portanto, que sabe fazer bonito na constelação de destinos turísticos paulistas. Conta a história que no centro da cidade, em 1941 (ano de sua fundação), foi erguido pelos pioneiros um cruzeiro em cruz de aroeira, que hoje se encontra em exposição dentro da Igreja Matriz, que é dedicada a São Bom Jesus. Há uma estátua do padroeiro, de dois metros, colocada diante da igreja, abençoando os moradores.



A Trilha Ecológica conhecida como Mata dos Macacos, onde se pratica o ecoturismo, promove a educação ambiental 

Como chegar

Para ir até Mira Estrela, saindo de São Paulo, é preciso acessar a SP-348 (Rodovia dos Bandeirantes) até a saída 168, a SP-310 (Rodovia Washington Luiz) até a saída 453-A, a SP-320 (Rodovia Euclídes da Cunha) até a saída 551 e a SP-527 (várias denominações).



Mais informações: www.miraestrela.sp.gov.br