Novo Horizonte

Para aqueles turistas que praticam stand up paddle (o remo em pé sobre pranchas), que curtem caiaques e ainda assim apreciam estar em meio à natureza em pleno Rio Tietê, as belezas ecológicas de Novo Horizonte aguardam os mais aventureiros. Distante 404 km da Capital paulista, a cidade tem 41.414 habitantes (pelo censo do IBGE de 2020) e faz parte da Região Turística Coração do Tietê, ao lado de dez outras componentes. Sobre o rio que integra o interior de São Paulo, são mais de 40 km do Tietê ao longo do território de Novo Horizonte, graças à construção da Usina Hidrelétrica de Promissão. Suas obras civis se iniciaram em janeiro de 1966, e o primeiro gerador entrou em operação em julho de 1975. Dois anos depois, foi concluída.


Desde outubro de 2017, Novo Horizonte é Município de Interesse Turístico (MIT), e após a construção da Represa de Promissão, cerca de 10% da cidade ficou submersa nas águas do rio. Hoje, existem mais de 10 loteamentos de lazer às margens dos rios, assim possibilitando diversas opções para os turistas e também aos moradores. Com potência instalada de 264 MW, por meio de três turbinas tipo Kaplan que operam com um desnível máximo de 27,4 m, é a segunda usina da AES Tietê em capacidade, no rio Tietê. A barragem tem extensão de 3.630 m, e reservatório abrange 530 km2 de área. A implantação da hidrovia Tietê-Paraná beneficiou a atividade de cultivo da cana-de-açúcar.
 
 
Rio Tietê faz a festa neste MIT, pelo turismo ecológico e rural, com a prática de esportes náuticos e de aventura.
 

O Turismo de Água Doce faz parte deste destino e assim os turistas se surpreendem com a beleza da Praia do Vale Formoso, localizada no próprio Vale formoso, um distrito muito tradicional de Novo Horizonte. No local, o turista poderá encontrar um Clube Náutico, alugar quiosques, caiaques e pranchas de stand up paddle, além de curtir o dia com amigos e familiares. Um dos pontos mais visitados deste MIT é a Fonte Encantada, localizada na Praça Dr. Euclydes Cardoso Castilho, bem no centro, em frente à  Igreja Matriz São José.


A cidade criou diversos projetos que são fatores importantes para impulsionar o turismo local. Alguns deles são: o Projeto Fé Na Estrada que tem como objetivo promover o resgate de um importante patrimônio cultural da cidade: as capelas rurais. O princípio é que elas sejam pontos turísticos e os visitantes tenham contato com a arquitetura, história, cultura e artesanato local. Já o Projeto NH Tietê Adventure consiste na realização de provas de aventura às margens do Rio Tietê, cujas edições começaram a ser realizadas desde 2014.


Ainda com a intenção de aproveitar o potencial turístico associado aos recursos hídricos da cidade, há o Projeto Navega NH, que também desenvolve um conjunto de ações para atrair turistas de muitas regiões. Além disso, o município também conta com propostas que visam consolidar a gastronomia regional, como o Projeto Sabores de NH, onde anualmente ocorre uma mostra para venda e aprendizado das receitas mais tradicionais da cidade.

 
 
A Fonte Encantada, de 1962, foi inspirada na Fontaine des Fleuves, na França. É um dos pontos turísticos mais visitados.

Conta a história que o distrito de Novo Horizonte foi criado pela Lei Estadual nº 993, em agosto de 1906, no município de Itápolis, sendo sua sede elevada à categoria de Vila, em dezembro de 1906. Em dezembro de 1916, foi criado o Município de Novo Horizonte, desmembrado de Itápolis e foi instalado em 28 de outubro de 1917. A comarca de Novo Horizonte foi criada em 1922 e antes de ser criado o Cartório de Paz, havia um procurador encarregado de fazer os registros, casamentos e óbitos em Itápolis. Vale ressaltar que os primeiros habitantes das terras que deram origem ao município de Novo Horizonte procederam de Descalvado e Pirassununga à procura de terras férteis pelo sertão adentro. Em 1897, chegou o senhor José dos Santos Fonseca, que comprou terras na região do Rio Morto e achando a florescente povoação semelhante à cidade de Belo Horizonte, estendeu-se com a Comissão Fundadora que era composta por José Carvalho Leme, Pedro Alves do Vale, Irineu da Silva, Joaquim Pinto Cardoso e José Antônio de Lima e batizou-a com o nome de Novo Horizonte.


Como chegar

Para ir até Novo Horizonte, saindo de São Paulo, é preciso acessar a SP-348 (Rodovia dos Bandeirantes) até a saída 168, a SP-310 (Rodovia Washington Luiz) até a saída 287, a SP-331 (Rodovia Victor Maida) e a SP-304 (várias denominações) até a saída do km 417,5.


 
Mais informações: www.novohorizonte.sp.gov.br