Poß

Integrante da Região Metropolitana de São Paulo e distante 34 km da Capital, encontra-se a estância turística de Poá. Tem uma área de apenas 17,264 km², considerado um dos menores municípios do Estado – sendo maior apenas que Águas de São Pedro e São Caetano do Sul -, e uma população estimada pelo IBGE/2020 de 118.349 pessoas.  Mesmo sendo pequena, Poá está sempre de portas abertas para os visitantes em busca de cultura e entretenimento, bem perto da Capital, mostrando atividades turísticas diversificadas. . É cortada pelos rios Tietê e Guaió, além do Córrego Itaim no Centro da Cidade. Faz divisa com os municípios de Ferraz de Vasconcelos, Itaquaquecetuba, São Paulo e Suzano.


Bom ressaltar que é nesta cidade que está localizada uma das principais águas radioativas do mundo, por isso é preciso conhecer a Fonte Áurea, pois é nela que está a água considerada a mais radioativa do Brasil e a segunda do mundo. A água tem propriedades terapêuticas indicadas para doenças gastrointestinais, hepáticas, das vias urinárias, reumáticas e de pele. Hoje em dia ela é explorada comercialmente para a fabricação de água mineral. Mas se o tema procurado for história, o turista tem que conhecer o Obelisco localizado na praça Jardim Obelisco.  Foi construído para deixar marcada a passagem de Dom Pedro I em Poá, quando a região fazia parte das estradas dos tropeiros entre São Paulo e Rio de Janeiro. Boa história!
 


A Fonte Áurea está em Poá é nela está a água considerada a mais radioativa do Brasil e a segunda do mundo


Dentre os atrativos turísticos culturais de Poá,  destaque para a Casa do Artesa%u0303o “Agnei Pires” e  para o  Espac%u0327o Cultural Opereta, que mostram o artesanato como atividade de relevância e difundem a cultura a preços acessíveis, respectivamente. Além disso, a Associação Cultural Opereta se notabiliza pela realização do maior evento religioso de Poá – Passos da Paixão. Levando-se em consideração a devoção e fé por parte dos visitantes que frequentam  a estância de Poá, os atrativos turísticos religiosos apontados como mais relevantes são a Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, a Gruta Nossa Senhora de Lourdes e o Museu Padre Eustáquio (1890-1943) , sendo que este último leva o nome do padre considerado “padre milagreiro” e com grandes números de devotos.O Padre Eustáquio, beatificado pelo Papa Bento XVI em 2006, foi o primeiro pároco da igreja.

Além do Turismo Religioso, Poá tem uma variedade de espaços culturais: o  Teatro Municipal, a Biblioteca Municipal, localizada no Centro Cultural Casa da Estação, o Centro Municipal de Dança, o Centro Municipal de Música, o Espaço Cultural Opereta e o Fórum Hip-Hop Poaense, conhecidos por dar espaço para cultura independente, e o Pavilhão de Exposições Prefeito José Massa, onde acontece o Expoá, maior evento da cidade, a Feira de Artesanato e a Feira da Indústria e Comércio. Vale dizer que na mesma Expoá acontece, sempre no mês de setembro, evento que reúne cultivadores, expositores e colecionadores de todo o país de orquídeas e plantas ornamentais. Esta exposição chega a receber cerca de 200 mil visitantes. Poá foi criada em 1970 por causa da abundância de orquidófilos em Poá e em toda a região do Alto Tietê, graças ao clima favorável ao cultivo da planta. Além disso, em março é comemorado o aniversário da estância quando acontece os Passos da Paixão, teatro ao ar livre sobre a vida de Jesus Cristo e em junho, a tradicional festa junina e a confecção do tapete de Corpus Christi, bem famosa.

 


Dentre os atrativos turísticos, a Casa do Artesão “Agnei Pires” mostra o artesanato como atividade de relevância


Há duas versões relativas à origem do nome de Poá: a primeira vem do nome Itrapuá, Itapoá e depois Poá. Baseou-se em documentos constantes nos arquivos das paróquias de Mogi das Cruzes no ano de 1856. A outra versão, mais longa, aponta que Poá é corruptela de "Piâ" - apartamento de caminho. Na ocasião, os indígenas, para designarem encruzilhadas dizem "pe-a-çai-pá", mas sendo simples desvio ou galhos de caminho aberto a palavra era ïb-apaá-á que abreviada ficava api-á". Logo, de acordo com esta versão, Poá significa bifurcação de caminhos.  Conta a história que Poá é recente como município, menos de 100 anos de emancipação, mas o local começou a ser explorado em 1621 pelas missionárias da Ordem das Carmelitas Naquela época era ponto de parada de tropeiros e outros viajantes, como Dom Pedro I. Poá foi Distrito de Mogi das Cruzes e começou a crescer com a chegada da Estrada de Ferro Central do Brasil e,  em 1948, elevou-se à categoria de Município e em 1969 foi classificada como Estância Hidromineral, hoje Turística.


Como chegar até Poá, saindo da Capital: seguir pela Rodovia Ayrton Senna (SP 070) até o município de Itaquaquecetuba. No trevo de entrada da cidade, acessar a via com destino a Poá.


 
Mais informações: www.prefeituradepoa.sp.gov.br