Riolândia

Distante 574 km da Capital encontra-se Riolândia, uma cidade com 12.689 habitantes, segundo estimativas do IBGE/2020, e que está localizada na Mesorregião de São José do Rio Preto e na Microrregião de Votuporanga. O município tem muito a oferecer ao turista e tem no seu histórico até visitantes de outro mundo, porque o Instituto de Astronomia e Pesquisas Espaciais de Araçatuba afirma que no dia 28 de janeiro de 2008 um OVNI sobrevoou a cidade e pousou em um canavial.

Riolândia é um dos Municípios de Interesse Turístico – MIT de São Paulo desde 2018 e integra a Região Turística Maravilhas do Rio Grande. A cidade é contemplada por dois rios, o Rio Turvo e o Rio Grande: o Turvo, nascente da Serra de Jaboticabal, tem sua altitude acima de 700 metros, área de drenagem de mais ou menos 10.000 km², sendo ideal para pesca, e percorre 350 km no sentido sudeste-noroeste até alcançar o Rio Grande; o Rio Grande divide São Paulo e Minas Gerais e junto com o Rio Paranaíba forma a nascente do Rio Paraná. Este rio possui duas usinas hidrelétricas, a Marimbondo e a de Água Vermelha.

Por tudo isso, o Turismo Fluvial está muito presente neste MIT e prova disso é a Praia Artificial de Riolândia, à margem esquerda do Rio Grande, considerada uma das mais belas do interior paulista, com vista para o lago e com um cardápio variado de atrativos para o turista. Sua orla é de 83,11 alqueires e, com a iniciativa do setor governamental e privado, foram implementadas algumas instalações para melhorar a experiência, como sanitários, chuveiros, quadra de esportes, churrasqueiras, lava-pratos, tanques de lavar roupa, iluminação, lanchonete e 14 chalés. E para melhorar a experiência do ecoturismo da cidade, o visitante pode apreciar o Observatório de Aves e até conhecer a ave Jaburu.

 
 
Em meio à região rural de Riolândia, destaque para o Turismo Religioso com a Capela Nossa Senhora Aparecida
 

Além do turismo, a agricultura é outro forte setor de Riolândia. Com isso, o turismo rural ganha espaço na cidade e dá novas oportunidades para os agricultores da região, com plantações de frutas, principalmente de uvas e goiabas. Outro atrativo é a Praça Antônio Levino, pois seus bancos têm formato de peixes e seus quiosques são compostos por lanchonetes, sorveterias e petiscarias. Também na Praça encontra-se a Igreja Matriz da cidade, a Paróquia Santo Antônio, que foi inaugurada no dia 11 de janeiro de 1951.

Ainda pelo Turismo Religioso, destaque para a Capela de São Benedito, onde o município teve início, entre 1920 e 1925. Foi construída, inicialmente, com uma antiga técnica de construção pau a pique, coberta com telhas, as paredes eram recobertas de barro e pintadas com cal e seu piso era de tijolos. Atualmente a capela foi reformada, e preserva a história da cidade e do padroeiro e assim, no dia 13 de junho acontece no local a Festa de Santo Antônio.

Conta a história que Riolândia começa quando o Padre José Vicente Gonçalves de Macedo vindo de Minas Gerais, fez contato com os índios Caiapós, entre os Rio Turvo e Rio Grande, em uma missão para catequizá-los. Pouco tempo depois, diversas famílias começaram a surgir e ocupar as terras de Turvo. Antônio Livino Borges e Joaquim Escolástico Maldonado são considerados os fundadores. Em 1935, foi criado o Distrito da Paz com o nome Veadinho, por causa do córrego com o mesmo nome, no Município de Olímpia. Em 1944, o nome foi trocado para Veadinho do Porto e em dezembro de 1953 elevou-se à categoria de município e mudou sua denominação para Riolândia, que significa Cidade entre Rios.

 
 

O Turismo Fluvial está muito presente neste MIT que é contemplado por dois rios, o Rio Turvo e o Rio Grande
 
Como chegar

Para ir até Riolândia, saindo da Capital, é preciso acessar a SP-348 (Rodovia Bandeirantes) até saída 168, a SP-310 (Rodovia Washington Luís) até a saída 292, a SP-326 (Rodovia Faria Lima) até a saída 379-C, em seguida a SP-322 (com várias denominações) e a SPA-572/322.


 
Mais informações: https://riolandia.sp.gov.br/