Rosana

Repleto de farturas naturais, e com uma população estimada em 16.281 pessoas,  segundo o IBGE/2020, Rosana é uma cidade que fica no extremo oeste do estado de São Paulo, na ponta do mapa, distante 751 km da Capital. Vem se destacando perante o cenário regional devido à procura pelo turismo de pesca levando turistas do país inteiro à região atrás de peixes típicos como o Tucunaré, Pintado, Jaú, Dourado, Tilápia, Sardela, entre outros.

A cidade tem o privilégio de estar localizada entre dois grandes rios do país, o Paraná e a Paranapanema e é esta abundância de água que movimenta o turismo local tanto para pesca quanto para atividades em meio à natureza. E o avanço das atividades turísticas deve-se também pelo fato de Rosana ter recebido o título de Município de Interesse Turístico – MIT, em novembro de 2017.

Destaque para o Balneário Municipal construído às margens do Rio Paraná na cidade de Rosana. Esse é o lugar ideal para se divertir com a família e amigos, uma vez que possui boa infraestrutura com banheiros, duchas, estacionamento, quadras de areia, campo de futebol de areia, playground para as crianças,  policiamento e corpo de bombeiros.  Um dique serve para conter a correnteza, além de ser um belo local de contemplação, com uma rampa de acesso ao rio Paraná. Com grande notoriedade na região, a prainha de Rosana, como é conhecida, concentra alguns tipos de oferta turística como a gastronomia e o lazer, e é ponto de partida para passeios no rio Paraná.

 
 
Balneário Municipal, conhecido como Prainha de Rosana, fica  às margens do Rio Paraná e conta com boa infraestrutura
 
Rosana é um daqueles lugares em que o tempo passa mais devagar sendo possível desfrutar horas em meio às águas, o calor e a natureza. Dizem, inclusive, que aqui é considerado "O Mais Belo Município do Pontal" e guarda grandes histórias. Possui 16 belas ilhas ao redor do Balneário Municipal, onde é possível apreciar as paisagens e se banhar nas águas claras do Rio Paraná. Os bancos de areia formados no meio do rio são uma grande atração para os banhistas. Nesses locais, as pessoas se reúnem em momentos de lazer e descontração.

Outra atração é o Mirante Observatório do Rio Paraná “João Roberto da Silva Silveira” que conta com uma vista privilegiada. O local estrategicamente escolhido é banhado pela beleza do Rio Paraná e está instalado a 38 metros acima do leito do rio. Tem mais: o encontro dos rios Paraná e Paranapanema chama atenção e vislumbra quem avista a fusão das águas de diferentes cores. A visualização deste fenômeno ocorre por via fluvial e é divisa com os estados de Mato Grosso do Sul e Paraná.

Rosana contempla a Usina Hidrelétrica Engenheiro Sérgio Motta, também chamada de Usina Hidrelétrica Porto Primavera e está localizada no Rio Paraná, 28 km a montante da confluência com o Rio Paranapanema. Sua barragem, a mais extensa do Brasil, tem 10.186,20 m de comprimento e seu reservatório, 2.250 km2. Dispõe de eclusa para navegação no Rio Paraná e possui aproximadamente 10 mil habitantes. O distrito foi planejado e construído pela Cesp (Companhia Energética de São Paulo) para alojar os trabalhadores da construção da usina. Primavera tornou-se distrito de Rosana, em abril de 1994 e dista da sede aproximadamente 12 km.

 
 

O encontro dos rios Paraná e Paranapanema chama a atenção e vislumbra a fusão das águas de diferentes cores
 
A cidade detém um patrimônio material e imaterial diferenciado, e já foram encontrados resquícios de civilizações que viveram há cerca de 8.000 anos. Há também grupos de mulheres assentadas que se reúnem para utilizar o turismo em suas propriedades como renda extra. Orgulho para este MIT é a Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho que  possui um campus em Rosana. Os cursos oferecidos são Turismo e Engenharia de Energia, onde os alunos desenvolvem projetos e tecnologias para o bem da comunidade.

Conta a história que a cidade se chama Rosana em decorrência do nome de uma das filhas do colonizador Sebastião Camargo. O distrito foi criado com a denominação de Rosana, em fevereiro de 1966 no município de Teodoro Sampaio. Foi desmembrado em janeiro de 1990 e instalado em janeiro de 1993 com a posse do primeiro prefeito.


Como chegar

Para ir até Rosana, saindo da Capital, deve-se acessar a SP-280 (Rodovia Castello Branco) até a saída 315-B, depois a SP-225 (Rodovia Eng João Baptista Cabral Rennó), em seguida a SP-327 (Rodovia Orlando Quagliato), a SP-270 (Rodovia Raposo Tavares) até saída 564, acessar a  SP-425 (Rodovia Assis Chateaubriand) até a saída 477, depois a SP-272 (Rodovia Olimpio Ferreira da Silva) até a saída 56, a SP-563 (Rodovia Euclides de Oliveira Figueiredo) e, finalmente a SP-613 (Rodovia Arlindo Bettio)


 
Mais informações: www.rosana.sp.gov.br