São Sebastião

São Sebastião é a cidade mais antiga do Litoral Norte de São Paulo, com o privilégio de possuir 100 quilômetros de litoral, com praias, ilhas, enseadas, exibindo um cenário muito além do sol e do mar. Distante 196 km da Capital, esta estância surpreende pela diversidade de passeios que passam pelo Ecoturismo, Turismo de Aventura, Gastronômico e ainda preserva sua cultura mantendo até um belo centro histórico. A prática de esportes em meio à natureza privilegiada é uma das grandes atrações deste destino que conta com uma população estimada em 90.328, segundo IBGE/2020. São trilhas para caminhada, boas ondas para surfistas iniciantes e experientes, mergulhos em ilhas e canoagem.

Com cerca de 70% de sua área protegida por unidades de conservação como o Parque Estadual da Serra do Mar, o turismo no município contribui para a preservação dessa exuberante natureza. A proteção da biodiversidade também tem orientado os passeios a Alcatrazes, um arquipélago localizado a 35 km ao sul de São Sebastião, e é o maior sítio reprodutivo de aves marinhas da costa brasileira, com uma população que gira em torno de 10 mil aves. Possui rica fauna e flora e sua cobertura oceânica total é de 67 mil hectares. Acredita-se que as ilhas que formam Alcatrazes apresentam o formato dos dias de hoje há pelo menos 2,5 milhões de anos.
 


Barra do Una é o encontro da Mata Atlântica com as areias brancas e o azul do mar

 
Uma coisa é certa, as altas temperaturas são um convite às mais de 30 praias que fazem desta estância um local muito procurado pelos turistas, pois de maneira prazerosa, sempre se deparam com o encontro da Mata Atlântica com as areias brancas e o azul do mar. Tem mais: a rede de hospedagem é generosa e oferece um leque diverso de hotéis e pousadas, mesmo porque opções de atividades é que não faltam, desde esporte de aventura, até “pegar” uma praia, conhecer a história e a cultura, curtir uma balada, praticar mergulho ou simplesmente uma caminhada pela orla. Eis algumas das principais praias de São Sebastião: Barra do Una, Juquehy, Barra do Sahy, da Baleia, Camburi, Camburizinho, Boiçucanga, Maresias, de Santiago, Toque-toque Pequeno e Guaecá.

Além das atrações disponíveis por este município como a culinária caiçara, trilhas, cachoeiras, mergulhos e passeios de barco, o Centro de São Sebastião é um capítulo à parte, porque guarda um preservado casario colonial, com prédios datados dos séculos 17 e 18. São sete quarteirões tombados pela Secretaria Estadual da Cultura e abrigam construções como a Matriz de São Sebastião, a antiga Casa de Câmara e Cadeia Pública, a Capela de São Gonçalo e a Casa da Esperança.  Fora da área central o destaque é o Sítio Arqueológico de São Francisco. Por lá estão ruínas do século 17 como colunas de uma antiga capela, um forno de melaço e parte de um sistema de captação de água das cachoeiras. A sede fica em Juqueí, 50 km do centro da cidade. E na beira da Praia Grande, está o Museu dos Naufrágios e Biologia Marinha. A viagem no tempo começa com os barcos egípcios de papiro e segue até os navios a vapor, como o Titanic.

 


O Centro da cidade guarda um preservado casario colonial, com sete quarteirões tombados, como a Matriz de São Sebastião

 
Conta a história que antes do início da colonização portuguesa, a região de São Sebastião era ocupada por índios Tupinambás ao norte e Tupiniquins ao sul, sendo a serra de Boiçucanga, 30 km ao sul  da estância, uma divisa natural das terras das tribos. Recebeu este nome em homenagem ao santo do dia em que passou ao largo da Ilha de São Sebastião, hoje Ilhabela, a expedição de Américo Vespúcio em 20 de janeiro de 1502. A ocupação portuguesa ocorre com o início da História do Brasil, após a divisão do território em Capitanias Hereditárias. Chegou à categoria de vila em março de 1636 e a emancipação político-administrativa (elevação à categoria de cidade) em 20 de abril de 1875.

Vale dizer que esta cidade, que pertence à Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte, é composta por três distritos: São Sebastião, São Francisco da Praia e Maresias.

Como chegar

Para chegar em São Sebastião, saindo da Capital, é preciso acessar a SP-070 (Rodovias Ayrton Senna e Carvalho Pinto) até a saída 96, SP-099 (Rodovia dos Tamoios) e a BR-101 (Rio-Santos).

 
Mais informações: www.saosebastiao.sp.gov.br