Rede Corporativa
Santos - São Paulo - Brasil, 17 de fevereiro de 2020.
 
Facebook Twitter Youtube Flickr
31/01/2020
Notícias
Curiosidades e belezas naturais na área rural da Capital paulista
Parelheiros é a fronteira final. O distrito do extremo sul de São Paulo, que faz divisa com a Estância de Itanhaém e fica a 37,1km do Centro Histórico da capital paulista, tem 202 mil habitantes e guarda inúmeras curiosidades, muitas delas ainda por serem descobertas. Uma delas é o seu nome inusitado, que vem das corridas de cavalos ali ocorridas, as antigas parelhas. A região, que abrange os distritos de Parelheiros e Marsilac e a Ilha do Bororé, ocupa 24% do território paulistano com cerca de 360 km², chegando a receber mais de 600 mil turistas por ano graças às suas belezas naturais e foi palco, nesta quinta-feira (30), de uma visita técnica ao ali estabelecido Polo de Ecoturismo de SP, organizada pela Secretaria de Turismo da Prefeitura de São Paulo, e que reuniu diversas entidades, entre elas a Secretaria de Turismo do Estado.  
 

O Coordenador Estadual de Turismo, Rodrigo Ramos, representou a SETUR-SP nesta ação promovida no âmbito do Investe Turismo, que é um programa desenvolvido conjuntamente pelo Ministério do Turismo, Sebrae e Embratur, cujo objetivo é acelerar o desenvolvimento, aumentar a qualidade e a competitividade em 30 Rotas Turísticas Estratégicas do Brasil, com foco na geração de empregos. Após embarcarem num ônibus para turismo receptivo, os passageiros chegaram ao Centro Paulus, um espaço multiuso em meio a Mata Atlântica, localizado a 30 minutos do Autódromo de Interlagos, onde acompanharam palestras sobre as três regiões do sul da capital. Na pauta, informações, mapas e números ligados a turismo receptivo e ecoturismo naquela área rural paulistana.
 
Outra parada da visita foi numa charmosa propriedade onde há um Borboletário com inúmeros espécimes de borboletas soltas num viveiro. Durante as explanações após o almoço, Rodrigo Ramos reiterou que “a Secretaria de Turismo do Estado vai atuar junto ao Polo para fomentar a organização das rotas e promovê-lo como destino turístico, com estratégias de mercado que serão implementadas no âmbito do Investe Turismo”. Em seguida, os participantes visitaram a Cachoeira de Marsilac, no rio Capivari-Monos, de 12km de extensão, que nasce em Parelheiros e desemboca em Itanhaém, sendo o último rio limpo da capital paulista.

Na área rural do bairro de Colônia, em Parelheiros, há também sítios pertencentes a famílias alemãs localizados na curiosa cratera de 3,6 km de diâmetro e 300 metros de profundidade, produzida por um meteoro há cerca de 16 milhões de anos. A tradição cultural de danças, da gastronomia e das festas típicas é mantida por famílias de descendências africana, alemã e japonesa, o que remete ao objetivo da visita técnica à região. “A SETUR está aqui hoje para entender como está organizado o Polo e seus atrativos, conhecer quem hoje atua, e a partir deste primeiro encontro, estabelecermos em conjunto as ações de apoio à promoção e comercialização, como a organização das rotas turísticas, participação nos eventos, entre outras iniciativas”, acrescenta o coordenador.


Atalhos da página

Praça Ramos De Azevedo, 254
Centro - São Paulo - SP, 01037-010
TEL: (11) 3204-2855
SEG À SEX DAS 9H ÀS 18H
Rede Corporativa e-Solution Backsite