Rede Corporativa
Santos - São Paulo - Brasil, 07 de dezembro de 2021.
 
 
10/11/2021
Notícias
GP São Paulo de F1 tem impacto econômico de R$ 810 milhões e gera 8,5 mil empregos

Prova do campeonato mais tradicional do automobilismo terá 100% de público e marca retorno de grandes eventos internacionais ao estado

O Governador João Doria anunciou nesta quarta-feira (10) que a realização do Grande Prêmio São Paulo de Fórmula 1 deve gerar impacto financeiro de R$ 810 milhões, 8,5 mil empregos temporários e público superior a 150 mil expectadores no próximo final de semana. O Autódromo de Interlagos tem autorização para receber 100% de sua capacidade, seguindo um rígido protocolo de segurança para o público.

“Segundo estudo da Fundação Getúlio Vargas, o impacto financeiro e a geração de empregos são resultados diretos dos 150 mil ingressos vendidos antecipadamente pela primeira vez nos últimos 10 anos. Deste público, 77% são pessoas não residentes na Capital, o que faz do Grande Prêmio São Paulo o evento com maior público de turistas no calendário oficial da cidade”, disse Doria.

Além do impacto econômico e geração de empregos, o GP São Paulo é considerado estratégico por marcar o retorno dos grandes eventos internacionais, garantindo uma exposição publicitária estimada em US$ 302 milhões (R$ 1,7 bilhão), 54,2% maior que em 2019 – em 2020 foi cancelado devido à pandemia da COVID-19. A prova é transmitida para quase 200 países, incluindo os principais emissores de turistas para o Brasil, chegando a 500 milhões de espectadores.

“Estamos reunindo em um único evento as qualidades necessárias para mostrar ao mundo o êxito de São Paulo no enfrentamento da pandemia: um estado que, sozinho, vacinou mais pessoas que muitos países, realizando um dos grandes eventos internacionais, com 100% de público e uma contribuição considerável para a retomada econômica”, lembra o Secretário de Turismo e Viagens, Vinicius Lummertz.

Com a programação do GP começando na sexta-feira (12) e o feriado de segunda (15), é esperada que a permanência dos turistas na cidade seja, em média, superior a quatro dias, o que aumenta o consumo dos mais diversos produtos e serviços – gasto diário passa de R$ 756 para R$ 817 por turista.

O Grande Prêmio, que pela primeira vez traz o nome da cidade e do Estado, terá uma novidade: a “sprint race”, que é realizada no sábado e vale pontos em um campeonato que chega à reta final bastante equilibrado. Além de Interlagos, apenas as etapas de Monza, na Itália, e Silverstone, no Reino Unido, tiveram a “sprint race”.
A tradição de Interlagos – único autódromo da América do Sul a receber uma etapa da principal categoria do automobilismo mundial – é evidente, pois desde a chegada da Fórmula 1 ao Brasil, em 1972, São Paulo promoveu 38 dos 48 GPs.

O Grande Prêmio SP de F1 exigirá todos os protocolos contra a COVID-19. Além do uso obrigatório de máscara, o público deve apresentar comprovante de vacina para acessar o autódromo. Se o esquema vacinal não estiver completo, obrigatoriamente será necessário apresentar teste recente contra o coronavírus – PCR realizado até 48 horas ou o antígeno (teste rápido) feito até 24 horas antes do evento. O Autódromo de Interlagos deverá dispor de álcool em gel em locais de fácil acesso.

Segurança

A Polícia Militar preparou uma operação especial de patrulhamento para reforçar a segurança dos turistas, equipes e fãs de automobilismo que virão para São Paulo. Cerca de 5 mil policiais de diferentes unidades serão empenhados exclusivamente nas ações de policiamento no entorno do Autódromo de Interlagos.

O policiamento em toda a capital paulista também será intensificado durante o evento. Elaborado pela Coordenadoria Operacional da Polícia Militar, com o objetivo de coibir crimes e prevenir acidentes, o esquema especial de policiamento contará com 1.900 viaturas, 250 cavalos, 50 cães, 40 drones e 3 helicópteros Águia do Comando de Aviação da instituição.

Todo o perímetro de Interlagos e as vias de acesso ao autódromo contarão com reforço. A “Operação Grande Prêmio São Paulo de Fórmula 1” está em desenvolvimento desde o 1º dia do mês, quando começaram os preparativos para o evento, e estende-se até o dia 19.

“Para a segurança pública, o Grande Prêmio São Paulo é dividido na fase da mobilização, iniciada dia 1º de novembro, o evento propriamente dito e a desmobilização, que segue até o dia 19 de novembro. Esse é um esquema robusto, com 5 mil policiais, 1,9 mil viaturas, cavalos, cães, drones e helicópteros participando do evento com muita intensidade”, garantiu o Secretário de Segurança Pública, General João Camilo Pires de Campos.

Público

A Polícia Militar recomenda que o deslocamento e a chegada ao local do evento sejam programados com antecedência para evitar tumultos. Também orienta aos turistas não dirigirem após ingerir bebidas alcoólicas e que não contratem serviços de transporte ilegais.

Além disso, a PM aconselha os fãs de automobilismo a levar somente o necessário e evitar adquirir produtos no comércio clandestino. Mantenha atenção aos pertences pessoais e, se precisar de auxílio, procure um PM ou um funcionário do evento identificado.


Atalhos da página

Rede Corporativa e-Solution Backsite