Rede Corporativa
Santos - São Paulo - Brasil, 25 de junho de 2022.
 
 
10/05/2022
Notícias
Infraero recebe em Congonhas a reunião mensal do Conturesp
Ainda híbrido, marcou o retorno dos encontros presenciais para a avaliação das demandas do setor, propostas de políticas públicas e a atualização das iniciativas da gestão estadual.
 
Pela primeira vez após mais de dois anos, o Conselho de Turismo do Estado de São Paulo (Conturesp) realizou uma reunião presencial. Na manhã desta terça-feira (10/05), a convite da delegada de polícia Fernanda Herbella Maia, titular da 2ª Delegacia de Polícia de Atendimento ao Turista, os conselheiros estiveram no Aeroporto de São Paulo/Congonhas - Deputado Freitas Nobre. Na oportunidade, o superintendente da Infraero Aeroportos, Carlos Haroldo Novak, fez uma apresentação sobre Congonhas, inaugurado em 1936, quando a cidade tinha um milhão de habitantes.
 
Entre outros itens, Novak mostrou a movimentação mensal de aeronaves - pousos e decolagens, com otimismo pela crescente retomada de voos. Com aquisição de novos equipamentos e renovação de estruturas para oferecer mais segurança operacional, uma outra infraestrutura permitirá também a operação internacional da aviação geral, suspensa desde a década de 80.  Diante deste progressivo cenário, o secretário de Turismo e Viagens do Estado de São Paulo, Vinicius Lummertz, propôs que o Centro de Inteligência da Economia do Turismo, da (CIET) da sua Pasta, realize uma pesquisa pós-pandemia, no Aeroporto de Congonhas, para saber qual o perfil do viajante deste aeroporto.  
 
Alguns conselheiros optaram por participar de forma on-line da reunião. Com entusiasmo, Lummertz discorreu sobre a volta à vida normal, “pois temos que conviver de maneira otimista, pois o episódio da pandemia ainda terminou.” O secretário foi enfático ao dizer que “é necessário promover o que temos, nossos destinos, nossos atrativos e aumentar o fluxo de visitantes. Avançamos ao constatar que agora a matéria Turismo já se encontra integrada nos programas de 1º e 2º graus de escolas, beneficiando mais de 130 mil alunos”. Lembrou também que uma cidade limpa e arrumada cresce para o turismo e São Paulo já conta com a despoluição do rio Pinheiros – além de destacar a necessária valorização do centro da Capital que abrange grande número prédios históricos com arquitetura variada. Completou sua fala com a importância da reabertura dos cassinos para a geração de empregos e com a nova marca “Vem pro Vale”, em total valorização do Vale do Ribeira.
 
Sobre a importância dos Parques Paulistas e que precisam de atenção em relação à visitação, o conselheiro Jarbas Favoretto, da Associação Brasileira dos Municípios de Interesse Cultural e Turístico – Amitur, ressaltou que falta pessoal especializado nos parques em geral, para bem atender o turista e que seria bom ter guias de turismo. Por sua vez, Ricardo Dias, da Associação Brasileira de Eventos – Abrafesta, manifestou preocupação com a falta de profissionais habilitados para as tarefas que envolvem os eventos, “além de diversos locais fecharem suas portas por conta da pandemia, em especial os bufês”, disse. 
 
O secretário Lummertz enfatizou que é preciso usar a força política do Conselho, no caso dos parques, e conversar com as agências que vendem esses atrativos, além de fazer uma articulação com a Associação Brasileira de Agências de Viagens – ABAV. Em relação à demanda da Abrafesta, a conselheira Ana Helena, da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes – Abrasel manifestou-se de modo proativo em relação à capacitação de profissionais por parte de sua entidade. Lummertz sugeriu que os conselheiros usem sua força política tanto para moções de apoio às iniciativas consideradas importantes, quanto para a Assembleia Legislativa – Alesp – em busca de soluções para suas demandas.
 

Atalhos da página

Rede Corporativa e-Solution Backsite