Rede Corporativa
Santos - São Paulo - Brasil, 25 de junho de 2022.
 
 
09/03/2022
REGIÕES TURÍSTICAS
Conheça a Região Turística Roteiro dos Bandeirantes

 
Itu, Santana de Parnaíba, Porto Feliz, São Roque, Araçariguama, Salto e Cabreúva formam a Região Turística Roteiro dos Bandeirantes


 


Para os turistas que forem ao andar térreo do Pátio do Colégio, no centro da Capital paulista, há vários mapas dos séculos XVI e XVII nas paredes que circundam a planta da Vila de São Paulo de Piratininga. Em alguns desses mapas, a indicação de um certo “Caminho para Ytu”, dos pioneiros que seguiam em direção noroeste pela fabulosa Trilha do Peabiru, já mostrava o traçado que os desbravadores bandeirantes fizeram em busca de riquezas na grande colônia de Portugal. Assim, surgiram várias localidades ao longo do trajeto das bandeiras empreendidas pelo cristão-novo Antônio Raposo Tavares, entre elas as oito cidades componentes da atual Região Turística Roteiro dos Bandeirantes, que tem cerca de 664 mil habitantes (pelo censo IBGE de 2020).

Boa parte do caminho para essas cidades se faz pela Rodovia Castello Branco, saindo de São Paulo, sentido noroeste. Na Estrada do Vinho, rota de muitos turistas que vão a São Roque nos fins de semana, há restaurantes, parques de diversões, além de casas vinícolas. Itu (uma das mais antigas cidades desta região) traz os divertidos e já famosos exageros - como o Orelhão e o Semáforo gigantes - além dos vários e importantes prédios históricos do século XIX, ligados à República. Santana de Parnaíba, por sua vez, com seu casario que remete ao século XVII, tem também em seu centro o Museu Casa de Anhanguera ao lado do solar pertencente à Marquesa de Santos e, em suas ruas, são feitos os tapetes de serragem para os feriados de Corpus Christi.

Porto Feliz não tem esse nome por acaso. Era dali que, no início do século XVII, os bandeirantes partiam em barcos pelo Tietê em direção aos “sertões”. Uma descoberta bandeirante, a Mina do Ouro, em Araçariguama, é um dos lugares mais visitados pelos turistas na cidade, ao lado de suas cachoeiras, lagos e serras. Pirapora do Bom Jesus, conhecida por ser o berço do samba paulista e ter sido uma das paradas dos bandeirantes em pleno Tietê, desenvolveu turismo religioso (como a Cidade da Fé Viva). A beleza das serras de Cabreúva atrai os turistas, inclusive pela fabricação da pinga. Salto, que é ligada a Itu pelo Trem Republicano, traz o Salto da Cachoeira como grande atrativo e que é a maior queda d’água do rio que integrou a História paulista.
 


Atalhos da página

Rede Corporativa e-Solution Backsite